My Image

CIRURGIA

DE PRÓSTATA

CEP - Centro Especializado da Próstata

Avenida Jorge Curi, 550 Bloco A - Sala 337

Barra da Tijuca

Cel.: (21) 99588-9012
Tel.: (21) 3649-2900

 

My Image

contato@cirurgiadeprostata.com.br

CONHEÇA O LASER

A nova técnica para o tratamento da próstata.

 ​​​​​​​

Enucleação do laser de hólmium da próstata (HoLEP).

Um laser é usado para cortar e remover o excesso de tecido que está bloqueando a uretra. Outro instrumento é então usado para cortar o tecido da próstata em pequenos pedaços que são facilmente removidos. HoLEP pode ser uma opção para homens que têm uma próstata severamente aumentada.


A cirurgia a laser de próstata ajuda a reduzir os sintomas urinários causados pela HBP, incluindo:

  • Necessidade freqüente e urgente de urinar
  • Dificuldade em iniciar a micção
  • Micção lenta (prolongada)
  • Maior frequência de micção à noite
  • Parando e recomeçando enquanto urina
  • A sensação de que você não pode esvaziar completamente sua bexiga
  • Infecções do trato urinário

A cirurgia a laser também pode ser feita para tratar ou prevenir complicações devido ao fluxo de urina bloqueado, tais como:

  • Infecções recorrentes do trato urinário
  • Danos nos rins ou na bexiga
  • Incapacidade de controlar a micção ou incapacidade de urinar
  • Pedras da bexiga
  • Sangue na sua urina

 

CIRURGIAS A LASER

My Image

Recentemente o HoLEP, e a enucleação prostática com o laser de Thulium (ThuLEP) começaram a ser realizadas no Brasil.

 

A cirurgia a laser pode oferecer várias vantagens sobre outros métodos de tratamento da HPB, como ressecção transuretral da próstata (RTUP) e prostatectomia aberta. As vantagens podem incluir:


Menor risco de hemorragia

A cirurgia a laser pode ser uma boa opção para homens que tomam medicamentos para diluir o sangue ou que têm um distúrbio de sangramento que não permite que o sangue coagule normalmente.


Menor ou nenhuma internação hospitalar

Cirurgia a laser pode ser feita em nível ambulatorial ou com apenas uma internação durante a noite.


Recuperação mais rápida

A recuperação da cirurgia a laser geralmente leva menos tempo do que a recuperação da RTUP ou da cirurgia aberta.


Menos necessidade de um cateter

Os procedimentos para tratar uma próstata aumentada geralmente requerem o uso de um tubo (cateter) para drenar a urina da bexiga após a cirurgia. Com a cirurgia a laser, um cateter geralmente é necessário por menos de 24 horas.


Resultados mais imediatos

Melhorias nos sintomas urinários da cirurgia a laser são perceptíveis imediatamente. Pode levar de várias semanas a meses para ver uma melhora significativa com os medicamentos.

 

HOLEP

 HoLEP, ou Holmium Laser Enucleação da próstata foi desenvolvido na Nova Zelândia no final de 1990. Normalmente é feito sob anestesia geral. A próstata é abordada internamente (endoscopicamente), através da uretra, sem cortes na pele. O laser de Holmium é usado para "descascar" o núcleo obstrutivo da próstata em sua totalidade. Isso leva ao alívio máximo da obstrução da próstata e um homem normalmente só precisará de um procedimento HoLEP durante sua vida. É muito improvável que a próstata volte a crescer após HoLEP (0,7% precisam de uma reoperação até 10 anos após o HoLEP, em comparação com 10-15% após a ressecção transuretral da próstata e mais risco de reoperação ainda após a cirurgia a laser de luz verde). Sao índices semelhantes a cirurgia aberta da prostata, onde raramente se reopera um paciente devido a novo crescimento do tecido prostatico. 

 

Visão geral

A cirurgia de próstata com laser de holmium é um tratamento minimamente invasivo para o aumento da próstata. Também conhecido como enucleação da próstata com laser de holmium (HoLEP), o procedimento usa um laser para remover o tecido que está bloqueando o fluxo de urina através da próstata. Apos a enucleação do tecido central obstrutivo da prostata, o mesmo fica depositado no interior da bexiga. Então, um instrumento separado (morcelador) é usado para cortar o tecido da próstata em fragmentos que são facilmente removíveis.


Após HoLEP, a área da próstata que é removida é enviada para análise microscópica para estudo do tecido prostatico. A ocorrência de câncer, que de outra forma não seria detectado, é  de até 6% dos casos. Caso haja necessidade de tratamento radical desse tumor maligno, que pode ser encontrado na prostata, o HoLEP mantém a anatomia regional integra permitindo a realização de qualquer cirurgia radical ou radioterapia sem prejuízo ao paciente.


HoLEP é um dos procedimentos mais extensivamente pesquisados para HBP. 16 estudos randomizados HoLEP (a mais alta qualidade do estudo clínico) foram publicados até dezembro de 2014. Os ensaios clínicos comparando-os ao “padrão ouro” anterior da TURP mostram consistentemente vantagens para HoLEP que incluem: Menos sangramento, menos transfusões de sangue, menor tempo com um cateter no local após a cirurgia e menor tempo de internação (90% dos homens com HoLEP podem deixar o hospital sem um cateter no dia seguinte à cirurgia e, em alguns casos, não há necessidade de permanecer no hospital durante a noite). Meta-análises que são estudos analisando os resultados de um grande número de estudos randomizados, sugerem que HoLEP alivia os sintomas urinários e melhora as taxas de fluxo urinário de forma mais eficaz do que todos os outros procedimentos endoscópicos para HBP. A melhora média do escore de sintomas após HoLEP é de 70-80% e melhorias na taxa de fluxo de até 600% foram relatadas.


Estudos recentes mostraram que o HoLEP é extremamente eficaz no tratamento de homens na retenção urinária. 98% dos homens com cateteres antes da cirurgia são liberados da dependência de cateter após HoLEP. Isso se compara a 70% com laser de luz verde e cirurgia de RTU. Ao contrário de todos os outros procedimentos endoscópicos para BPH, HoLEP é adequado para homens com próstata de qualquer tamanho( menores ou maiores de 80 g)


HoLEP é semelhante à cirurgia de próstata aberta, mas não requer incisões. Pode ser uma opção para homens com uma próstata severamente aumentada.


HoLEP remove toda a porção da próstata que pode bloquear o fluxo de urina. O tratamento fornece uma solução duradoura para homens com próstata aumentada - uma condição conhecida como hiperplasia benigna da próstata (HBP). HoLEP também preserva tecido removido para que ele possa ser examinado em laboratório para outras condições, incluindo câncer de próstata.


Tal como acontece com outros tipos de cirurgia a laser da próstata, HoLEP pode oferecer recuperação mais rápida e alívio dos sintomas em comparação com a cirurgia de próstata tradicional. Menos de 2 % dos homens que fazem o  HoLEP precisam de re-tratamento posterior para sintomas urinários.


Abordagem da nossa equipe


As equipes de cirurgia urológica incluem urologistas e cirurgiões com treinamento em procedimentos especializados para sintomas urinários. Esses especialistas e outros profissionais trabalham juntos para fornecer exatamente os cuidados de que você precisa.


Ter toda essa expertise especializada em um único lugar, focado em você, significa que você não está apenas obtendo uma opinião - seu atendimento é discutido entre a equipe, seus resultados de testes estão disponíveis rapidamente, seus compromissos são agendados em coordenação e os especialistas em urologia estão trabalhando juntos para determinar o que é melhor para você.


Experiência

Nos últimos 5 anos, os cirurgiões urológicos da nossa equipe realizaram mais de 700 procedimentos HoLEP. O HoLEP é tecnicamente desafiador e os resultados mais duradouros são obtidos por cirurgiões experientes. Nossos cirurgiões urológicos têm as habilidades e o treinamento necessários para realizar esse tratamento especializado.


Tecnologia avançada


Nossos especialistas estão empenhados em fornecer as mais recentes opções de tratamento minimamente invasivos para os sintomas urinários. Os conselhos do seu especialista sobre o melhor tratamento para você serão baseados no conhecimento especializado e experiência com todas as opções de tratamento para próstata aumentada.

Nossos especialistas continuam a refinar o HoLEP e outros procedimentos a laser, contribuindo para os avanços na tecnologia e nos equipamentos a laser. 

HOLEP: Animação

HOLEP: O procedimento na prática

Tem mais alguma dúvida?

Entre em contato com a gente.

My Image

TIRE SUAS DÚVIDAS

O QUE É A PRÓSTATA

Descubra tudo sobre essa glândula, suas funções e por que devemos monnitorar a sua saúde de perto.

RTU - RESSECÇÃO TRANSURETAL DA PRÓSTATA

Saiba mais sobre a técnica de remoção realizada pelo canla de uretra e que dispensa a incisão na barriga.

My Image

CIRURGIA ABERTA DE PRÓSTATA

Saiba mais sobre a técnica de remoção de próstata por cirurgia aberta.

My Image

HOLEP

PERGUNTAS E RESPOSTAS

O que é a enucleação da próstata com laser de holmium (HoLEP)?

A enucleação da próstata com laser de holmium (HoLEP) é um tipo de cirurgia a laser usada para tratar a obstrução (bloqueio) do fluxo urinário como resultado da hiperplasia prostática benigna (BPH). Em homens com HBP, a próstata não é cancerosa, mas se tornou aumentada de tamanho. Um aumento da próstata pode resultar em uma série de sintomas do trato urinário, como micção freqüente, incapacidade de urinar, dificuldade em iniciar a micção ou perda do controle da bexiga.

HoLEP foi desenvolvido na década de 1990 como uma cirurgia mais eficaz e potencialmente menos dispendiosa para a obstrução urinária devido à HBP, em comparação com outras opções cirúrgicas, como a vaporização a laser (GREENLIGHT) , ressecção transuretral da próstata (RTU DE PROSTATA) e a cirurgia aberta da próstata, sendo hoje em dia  considerado a cirurgia  padrão ouro pelos guidelines Americano (AUA Guidelines) e Europeu (EAU Guidelines)

Como funciona a enucleação da próstata com o laser de holmium (HoLEP)?

O laser de holmium é um laser cirúrgico que foi considerado particularmente eficaz na realização de vários tipos de cirurgias urológicas. No caso do HoLEP, o laser é usado para cortar e remover o tecido volumoso da próstata que está bloqueando o fluxo de urina.

Quem precisa de enucleação da próstata com laser de holmium (HoLEP)?

A HBP ocorre em mais de 40% dos homens com mais de 60 anos e é uma das principais causas de sintomas de micção, incluindo dificuldade em urinar. À medida que os homens envelhecem, os sintomas dessa condição podem piorar. Embora muitos casos de obstrução urinária por HBP possam ser tratados sem cirurgia, os pacientes que não se beneficiam de tais tratamentos médicos podem precisar de cirurgia para evitar ou lidar com problemas de longo prazo, como retenção de urina, infecções do trato urinário e cálculos na bexiga. Os pacientes que são apropriados para HoLEP são tipicamente sintomáticos devido a próstatas aumentadas de tamanho.

O que acontece durante um procedimento de enucleação da próstata com laser de holmium (HoLEP)?

HoLEP exige que o paciente esteja sob anestesia geral (“dormindo” durante todo o procedimento). Se um paciente não pode ser submetido a anestesia geral por algum motivo, uma anestesia espinhal pode ser usada (raqui anestesia) isso permite que ele permaneça acordado, mas bloqueia todas as sensações da cintura para baixo.

Uso de um antibiótico é administrada para reduzir as chances de infecção.

O paciente é colocado de costas com as pernas levantadas durante o procedimento.

Um instrumento cirúrgico chamado ressectoscópio é inserido através da uretra (o canal que transporta a urina da bexiga). O ressectoscópio inclui uma câmera que permite ao cirurgião visualizar a estrutura interna da próstata e ver onde as incisões estão sendo feitas durante a cirurgia.

O laser é inserido no ressectoscópio e é usado para enuclear (liberar) o tecido prostático aumentado a partir da cápsula (invólucro externo) e, em seguida, selar os vasos sanguíneos. O tecido que foi removido é depositado na bexiga.

O laser é removido do ressectoscópio e é substituído por um morcelador. Este dispositivo é usado para aspirar o tecido que foi deixado no interior da bexiga.

Quando a remoção do tecido é concluída, o ressectoscópio é retirado e um cateter urinário( sonda vesical) é colocado através da uretra.

O que acontece antes da enucleação da próstata com laser de holmium (HoLEP)??

Uma investigação pré-operatória (antes da cirurgia) incluirá um histórico médico detalhado, bem como um exame físico para determinar a gravidade dos sintomas, um exame retal digital (usando um dedo para sentir a próstata), uma medida da taxa de fluxo urinário e um teste para ver quanto de urina permanece na bexiga depois de urinar. Isso ajudará a determinar o nível de obstrução do trato urinário.

Os exames laboratoriais incluirão exames de sangue, possível nível de PSA (antígeno prostático específico) e urinálise. Para altos níveis de PSA, uma biópsia (amostra de tecido) pode ser tomada para garantir que não haja câncer.

Para medir a quantidade de aumento na próstata, uma ultra-sonografia transretal pode ser realizada. Esse teste é mais preciso do que um exame retal digital (digital) e ajuda a equipe médica a estimar quanto tempo será necessário para realizar a cirurgia. Quanto maior o tamanho da próstata, mais tempo de cirurgia é necessário.

A cistoscopia (olhando dentro da uretra, próstata e bexiga com uma câmera) será realizada na clínica para avaliar a anatomia da próstata e da bexiga e descartar estenoses uretrais (tecido cicatricial).

Dependendo dos sintomas do paciente, um teste chamado urodinâmica pode ser realizado para avaliar como a bexiga está funcionando e determinar se a remoção do tecido da próstata provavelmente diminuiria os sintomas. Este é um teste de diagnóstico feito na clínica envolvendo um cateter na bexiga e vários sensores de pressão.

Antes de a cirurgia ser realizada, o uso de medicamentos para afinar o sangue precisa ser descontinuado por até 10 dias para evitar sangramento excessivo durante e após o procedimento.

Nenhum alimento ou bebida é permitido a partir da meia-noite antes da cirurgia.

Os pacientes devem ter uma cultura de urina nas duas a quatro semanas anteriores à cirurgia para minimizar o risco de infecção após a operação.

O que acontece após um procedimento de enucleação da próstata com laser de holmium (HoLEP)?

O paciente é mantido internado no hospital durante a noite para observação e cuidados com o cateter.

Algum sangramento da próstata é esperado após a cirurgia. A necessidade de uma transfusão de sangue devido ao sangramento excessivo após a cirurgia HoLEP é rara.

Fluido será lavado através do cateter para limpar o sangue da urina após a cirurgia.

Comer e beber são permitidos no mesmo dia do procedimento, assim que o paciente for capaz de fazê-lo com segurança.

Para a maioria dos pacientes, o cateter uretral é retirado em até 24 horas após o procedimento, se não houver sangramento excessivo. Se o paciente conseguir urinar bem pelo menos duas a três vezes após a remoção do cateter, ele poderá ir para casa sem o cateter. Se ele não conseguir urinar, então o cateter é então recolocado e será removido novamente em uma semana. Em certos casos, como tecido cicatricial na uretra, o cateter pode ser deixado apenas por uma semana após a cirurgia e depois removido na clínica.

No início, a passagem da urina pode ser dolorosa e mais frequente do que o habitual. Medicamentos podem ser usados para aliviar os sintomas até que alguma melhora seja notada em poucos dias. Os pacientes são encorajados a ingerir muitos líquidos quando o cateter é removido. Esse fluido ajuda a limpar a urina do sangue com mais eficiência.

Sintomas como frequência, urgência e acordar à noite para urinar podem levar vários meses para melhorar permanentemente, pois a bexiga deve se ajustar à remoção do tecido prostático e o controle muscular na região pélvica pode ser enfraquecido pela cirurgia.

Quais são as vantagens da enucleação da próstata com laser de hólmio (HoLEP)? Dar destaque

O uso do HoLEP em muitas partes diferentes do mundo demonstrou ser um procedimento seguro e eficaz. Embora existam muitos tipos de cirurgias de HBP disponíveis, o HoLEP oferece uma vantagem única em ser capaz de remover uma grande quantidade de tecido sem incisões no corpo, mesmo em próstatas muito grandes, enquanto diminui o risco de sangramento e fornece tecido para patologia ( para procurar câncer). Isso diminui a necessidade de transfusões de sangue durante a cirurgia, minimiza o tempo de permanência no hospital para um ou dois dias, reduz o tempo de uso do cateter vesical (normalmente somente 1 dia) e  reduz o risco de necessidade de repetição do tratamento como reoperações.

Quais são os efeitos colaterais da enucleação da próstata com laser de hólmio (HoLEP)?

Os efeitos colaterais mais comuns incluem:

Sangramento durante a micção. Algum sangue pode ser visto na urina por semanas após a cirurgia. Isso geralmente não é uma indicação de nada sério, apenas que o processo de cura ainda não terminou.

A incontinência urinária (incapacidade de controlar o fluxo de urina) é esperada em alguns  pacientes imediatamente após a cirurgia e eles devem usar absorventes nos primeiros dias / semanas. Isso normalmente melhora ao longo de algumas semanas. A taxa de incontinência a longo prazo das manobras de estresse é baixa. Os pacientes também podem ter vazamentos com urgência e isso pode ser tratado com medicação. O risco de incontinência de urgência pode depender de vários fatores, incluindo idade, tamanho da próstata, sintomas e experiência do cirurgião.

Ejaculação retrógrada ou “ejaculação reversa”. Em 75% dos casos, o paciente não verá nenhum líquido durante a ejaculação durante a atividade sexual após a cirurgia.

A função erétil geralmente não é afetada significativamente. Uma pequena porcentagem de pacientes relatou melhora da função erétil, enquanto uma pequena porcentagem relatou diminuição da função erétil.

Quais são os riscos ou possíveis complicações da enucleação da próstata com laser de hólmio (HoLEP)?

O que acontece após a enucleação da próstata com laser de holmium(HoLEP)?

O tecido removido durante a cirurgia será testado no laboratório para quaisquer achados anormais.

O paciente será examinado pelo médico após a cirurgia para monitorar a recuperação e repetir testes, como taxa de fluxo urinário, ultrasonografia vesical e escore de sintomas. Estes testes medem a eficácia da cirurgia..

Quanto tempo dura o processo de cura?

A maioria dos pacientes precisa de pelo menos uma a duas semanas de descanso em casa antes de poder voltar ao trabalho. Alguns pacientes podem necessitar de três a quatro semanas de recuperação antes de voltar ao trabalho, especialmente se o trabalho for fisicamente extenuante. Nenhum trabalho pesado deve ser tentado durante o período de recuperação; no entanto, espera-se que os pacientes andem e façam atividades leves.

  • Lesão na uretra ou desenvolvimento de tecido cicatricial em uma data posterior.
  • Lesão na cápsula da próstata (geralmente tratada com cateterismo mais longo).
  • Lesão na bexiga ou orifícios ureterais (onde a urina dos rins é drenada).
  • Infecção da bexiga, testículos ou rins.
  • Retorno de obstrução urinária em uma data posterior, exigindo outra operação (1 a 2 por cento).
  • Necessidade de transfusão ou reoperação devido a sangramento.
  • Não aliviar todos os sintomas e / ou necessidade de cateterismo prolongado após a cirurgia.
  • Cinco a 15 por cento dos pacientes são diagnosticados com câncer de próstata previamente não diagnosticado em sua próstata. O câncer de próstata pode ser tratado após o HoLEP.
  • Riscos padrão de anestesia, incluindo coágulos sanguíneos, ataques cardíacos, etc.

Assista nossa série de vídeos sobre o laser